Entretenimento

7 Contos aterrorizantes de Edgar Allan Poe

 

Nesse dia de Halloween, nós queremos trazer aqui uma matéria com um dos escritores mais obscuros e misteriosos de todos os tempos.

Sem dúvida, nós podemos dizer que não há autoridade no mundo do horror que não esteja protegido sob a influência desse jornalista, poeta e escritor americano. Edgar Allan Poe (1809-1848) é  mundialmente considerado um dos grandes mestres da literatura universal e o pai das histórias de terror. Seus contos têm sido a fonte dos pesadelos mais grotescos e, por gerações, inspiraram incontáveis obras literárias, nas artes plásticas, na música, no teatro e no cinema.

Hoje, o Nota Nacional convida você a mergulhar no maravilhoso trabalho  desse autor atormentado, com suas histórias mais terríveis, mas não se preocupe, não tem spoiler nos resumos dos contos.

E antes que de fato a gente comece a falar dos principais contos do Edgar Allan Poe. Vale a pena mencionar que cada sinopse nesta lista será acompanhada por uma ilustração do artista francês Benjamín Lacombe, que com seu estilo melancólico e elegante deu vida a Macabre Tales, uma edição de luxo das histórias de Edgar Allan Poe..

Confira a seguir os 7 contos terríveis de Edgar Allan Poe

1 A máscara da morte vermelha

Vocês conhecem esse? Pois bem, farei um breve resumo para você. Ele foi publicado pela primeira vez em 1842, na revista americana Graham’s Magazine. Um príncipe, seu séquito e a nobreza do reino se refugiam num castelo blindado para escapar de uma epidemia que reduz irrestritamente o número de habitantes da cidade. É “a morte vermelha”, uma doença estranha
e contagiosa que leva os infectados a sangrar até a morte por causa da hematidrose. Depois de seis meses de isolamento, o monarca oferece uma festa de máscaras para entreter seus convidados,
uma celebração em que aparece um estranho personagem que nunca havia sido visto pelos habitantes do recinto.

 

2 A verdade no caso do senhor Valdemar

Este conto incrível foi publicado pela primeira vez no jornal americano American Whig Review, no ano de 1845. Conta a história de um médico viciado em mesmerismo que hipnotiza um doente terminal a fim de mantê-lo por mais tempo. O objetivo do médico é obter informações sobre o que acontece no subconsciente quando você está no limiar da morte. O final da história vai deixá-lo pensando por um tempo, sem fôlego e arrepiado.

3. Morella

A publicação deste conto de Edgar Allan Poe foi feita  pela primeira vez em 1835, no jornal americano Southern Literary Messenger. Conta a história de um homem que nunca amou sua esposa Morella, uma mulher bonita, culta e estranha que passou horas lendo livros de magia, misticismo e praticando artes das trevas. Morella morreu durante o parto de sua primogênita, deixando sozinhos seu cônjuge e a bebê recém-nascida. O homem amava a menina loucamente, mas com o passar do tempo percebeu que algo estranho estava acontecendo com ela: a alma de sua falecida esposa havia reencarnado na filha.

4 A queda da casa de Usher

Este teve publicação pela primeira vez na revista Gentleman’s Magazine de Burton, em 1839. Roderick Usher está muito doente, por isso anseia em ver seu amigo de infância antes de morrer. O moribundo envia ao seu colega uma carta em que informa seu estado de saúde e o convida a passar algumas noites em sua mansão. Sabe-se que o convidado, abatido pelas notícias, instala-se na casa de Usher para cuidar e fazer companhia ao amigo. Mas será Lady Madeline, a irmã de Roderick que, altas horas da noite, monopolizará toda a atenção.

5 O enterro prematuro

Esta terrível história de Poe foi publicada em julho do ano de 1844, no jornal The Philadelphia Dollar Newspaper. Através de uma crônica estruturada, este texto brilhante expõe a angústia e tudo o que passa pela mente do narrador, um sujeito que, por sofrer de uma condição chamada catalepsia, acorda trancado na escuridão de um sufocante caixão.

6 Berenice

A publicação desta história foi feita pela primeira vez no jornal Southern Literary Messenger, em 1835. Na história, um jovem chamado Egeu está loucamente apaixonado pela bela Berenice, sua prima e futura esposa. Infelizmente, a garota fica doente e se deteriora consideravelmente, chegando ao ponto em que a única coisa linda que ela guarda são seus dentes brancos, peças que se tornam o objeto da obsessão do noivo.

7 O gato preto

Esse conto foi publicado em 1843. Que conta a história de um jovem casal e seu animal de estimação: um gato preto peludo chamado Plutão. Os três vivem muito felizes até o homem da casa cair na bebida. Uma noite, bêbado, o sujeito assassina seu gato. Depois de algumas semanas, outro gato negro persegue o homem pela rua, sendo que está sem um olho e tem atitudes muito estranhas. No entanto, o remorso pelo crime perpetrado induz o protagonista a dar acomodação a este novo animal de estimação.

Bônus para vocês

Pequena conversa com uma múmia

Este conto é sobre um grupo de cientistas é encarregado de examinar uma múmia de 5.000 anos de idade. Depois de fazer alguns testes elétricos no corpo embalsamado com uma bateria voltaica, ela ganha vida e começa a conversar com os pesquisadores, mostrando sinais de sarcasmo. Durante a noite, ela fala sobre sua vida no Egito e critica o estilo de vida moderno de seus novos amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios

Você está usando um bloqueador de anúncios, a gente sabe que isso pode ser irritante, mas as propagandas fazem o site continuar funcionando, desativa ele rapidinho e ajuda a gente a manter o site online :)