Dólar cai e faz EUA ter conflito com China

China x EUA (Foto: Reprodução).

A combinação da busca por segurança diante de mais um dia de agravamento das tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China com uma leva de indicadores decepcionantes da economia americana fizeram o dólar cair em relação ao iene e ao euro nesta quinta-feira, 23.

Perto do horário de fechamento em Nova York, a moeda americana cedia a 109,55 ienes, enquanto o euro subia a US$ 1,1184 e a libra descia a US$ 1,2656, pressionada pelo cenário cada vez mais desalentador para o plano da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, para o Brexit.

As trocas de farpas entre Washington e Pequim foram novamente o principal driver dos preços de ativos na sessão de hoje. Enquanto autoridades chinesas querem ver os americanos “corrigirem suas ações erradas” no comércio, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, diz não saber quanto tempo poderia levar até que as duas partes alcancem um acordo.

Mas o que pressionou de vez o dólar a cair ante o iene foram indicadores econômicos dos EUA decepcionantes, como o índice de atividade industrial composto da distrital de Kansas do Federal Reserve (Fed), que caiu de 5 para 4 em maio, e o índice de gerentes de compras (PMI) composto da IHS Markit, que recuou de 53,0 pontos em abril para 50,9 pontos na leitura preliminar de maio, o menor nível em 36 meses.