‘Economia está muito bem, graças a Deus’, diz Bolsonaro em live

Comentando o resultado do Produto Interno Bruno (PIB) de 2019, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (5) que a economia “está muito bem, graças a Deus”.

Em fala rápida durante transmissão de vídeo ao vivo em seu Facebook, o presidente voltou a dizer que o ministro da Economia, Paulo Guedes, é o “posto Ipiranga” e se mostrou satisfeito com a recuperação econômica.

“Se for levar em conta os últimos anos, teve altos e baixos. No governo Dilma tivemos dois anos consecutivos de PIB negativo, de 3,5% e 3,3%. No primeiro governo Temer já deu uma recuperada: passou de menos 3,3% para mais 1,3%, então foi um crescimento de 4,6%, uma diferença do negativo para o positivo que dá 4,6%”, explicou Bolsonaro.

“O detalhe que a imprensa não noticiou, e eu não entendo de economia, o ‘posto Ipiranga’ que explicou pro pessoal lá, houve muito mais participação da iniciativa privada do que o setor público na questão de fazer o número final do PIB”, celebrou.

De acordo com Bolsonaro, um bom desempenho da economia tem sido “testemunhado e comprovado pelos empresários de São Paulo”. O presidente esteve nesta quinta na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista.

O presidente também reforçou que não teve que negociar com o Congresso Nacional para aprovar a manutenção de seus vetos ao orçamento impositivo, o que ocorreu ontem. “Não houve negociação para pagamento de R$ 15 bilhões em emendas”, afirmou.

O presidente falou que, se houver dinheiro sobrando no caso de uma arrecadação maior do que prevista inicialmente, vai discutir a destinação do dinheiro com o Parlamento.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Opsss...

Olá, foi detectado um bloqueador de anúncios, por favor deixe aparecer os banners e nos ajude a manter o site em funcionamento. Toda renda dos anúncios são convertidos em conteúdo para você leitor.