Filosofia

Sobre se tornar o que se é

Essa frase primeiramente dita pelo poeta grego Pindaro 518 a. C

 

De tempos em tempos somos obrigados a encarar o espelho da nossa consciência que irá dizer a: Torna-se quem tu és.

Diante desse momento em que você finalmente está sendo obrigado a encarar você mesmo muitos enganos são desnudados e não há outra saída para você além de reconhecer que há algo em você que deseja ganhar força e poder, e aí, nós entramos para o sentido mais nietzschenano desta expressão em que diz que tornar-se quem você é está relacionado a você deixar que as forças que constituem o homem(isto é a humanidade) tomar o seu lugar. É você reconhecer-se como protagonista de sua própria vida. Em uma linguagem aqui belchioriana ( nem sei se existe esta palavra, que faz referência ao nosso gênio Belchior *abandonar as roupas velhas*, não nos serve mais.

Eu também posso fazer uma alusão dessa expressão de tornar-se quem você é com o que o filosofo Allan Watts dizia * acordar para quem você é requer desapego de quem você seja*.

Para realmente deixar com que a força de potência que há em ti ganhar poder é necessário você se desfazer das ilusões que foram ensinadas para a sua vida.

É preciso que você faça uma genealogia da moral, entenda em que se fundamenta os “seus preceitos”, porque você age, da forma que age”, pensa o que pensa, até onde os teus desejos são frutos de escolhas pessoais, livres, embora “escolha livre” seja um termo bem deliciado de se pensar”, quero dizer, até que ponto você é realmente autêntico em tuas ações!

Quanto de cristianismo há em você?

Você se incomoda com a vida alheia? Você vive em busca desse padrão moderno de casal romântico? Você sente falta da sua alma gênia? És realmente livre?

Pense sobre isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo