Política

TRE proíbe live de Caetano Veloso para campanha de Manuela D’Ávila

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS), afirmou nesta quinta-feira, 22, a decisão de manter a proibição da realização da chamada live fechada do cantor Caetano Veloso em apoio a Manuela D’Ávila (PC do B), à prefeitura de Porto Alegre.

Por quatro votos a 3, os desembargadores da corte foram enfáticos e contra o parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), de que a apresentação não se trataria de um ‘showmício’, evento proibido pela legislação eleitoral desde o ano de 2006. O evento seria fechado e haveria cobrança de ingresso, o placar chegou a empatar em 3 a 3, coube ao desembargador André Luiz Villarinho, desempatar a votação.

Leia mais: Milagre na Cela 7 – um filme impactante da Netflix

A live eleitoral equivale ao conceito de showmício e desequilibra forças. Se fala que essa arrecadação poderia chegar a R$ 1 milhão”, afirmou. A votação ocorreu na tarde desta quinta-feira (22), por videoconferência.

Nas redes sociais, o cantor Caetano Veloso havia anunciado a realização do show para o dia 07 de novembro, no valor de R$ 30, que destinariam recursos para as campanhas de Manuela em Porto Alegre e Boulos em São Paulo. Gustavo Paim, PP, concorrente de D’Ávila em Porto Alegre, entrou com uma ação contra o show.

A justiça eleitoral de Porto Alegre já havia determinado semana passada a suspensão do evento por considerá-lo inadequado as normas da Justiça Eleitoral. A equipe de Manuela D’Ávila afirmou que irá recorrer da decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios

Você está usando um bloqueador de anúncios, a gente sabe que isso pode ser irritante, mas as propagandas fazem o site continuar funcionando, desativa ele rapidinho e ajuda a gente a manter o site online :)